quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Senta aqui, Espírito Santo!



Hoje foi mais um dia daqueles que levantei mais cedo, fiz uma ótima caminhada de mais de 08 km sem nenhuma interrupção. Voltei pra casa, me preparei e vim para o meu trabalho.
Atualizei minhas planilhas, vi jornalismo, ouvir canções e sentir que precisava fazer algo diferente. Algo que me aproximasse mais de Deus.
Quando sair de casa, pus minha bíblia na mochila e não é que que me vi pensando nela e que deveria ler um pouco?
Minha corrida durou mais de uma hora e eu fui ministrado ao meu coração que no mínimo eu deveria investir este mesmo tempo na leitura da Palavra de Deus!.
Decidido a começar minha leitura e após ter concluído as minhas atualizações das planilhas, pus o louvor da Luma Elpídio e André Aquino "Quebro o meu vaso"... Baixei minha cabeça e me lembrei de um princípio que aprendi há alguns dias atrás, de ler a bíblia como criança, sem questionar. Então, baixei minha cabeça e orei: "Espírito Santo, por favor leia a bíblia comigo? Leia pra mim? Prometo que não vou questionar nada. Prometo que vou aceitar tudo o que o Senhor ministrar ao meu coração. Senta aqui comigo? Leia comigo?"... (Coisa de doido, né? Mas foi a oração que fiz). Depois que fiz esta oração, abrir a minha bíblia e sentir o Espírito Santo de pé, me observando e dizendo: "Você me chamou pra ler pra você, pra sentar com você, mas não me deu um lugar! Vou sentar onde?"...
Meu Jesus! ... Então fui desocupar uma cadeira pra ele sentar. A cadeira que estava sentado era a acolchoada e pra ele, eu ia pegar uma branca plástica. Ele então me disse: "Pra você, a confortável. Pra mim a outra? Não que eu faça questão por algo melhor, mas eu quero ser tudo em tua vida. Eu quero o seu melhor!"... Foi então, que eu pus minha mochila ao chão e sentei na cadeira plástica, posicionei a acolchoada e disse: "Pronto, meu amigo... Vamos ler?" Dei um sorrisinho de contentamento e comecei a leitura dando sequência ao livro de Gênesis. Cada capítulo lido, um prazer indescritível e foi ficando mais prazeroso.
Acreditam que ouvir ele lendo pra mim e por alguns instante diante das narrações, pude ver ele rindo contente por ver que eu estava prestando atenção?... Mas, vamos em frente. E assim ele foi ministrando ao meu coração diante dos detalhes dos textos descritos. Vi o desdém de Sara quando Deus disse que ela teria um filho, mas vi o riso dela de fato quando Isaque nasceu. Que alegria, viu? E vejam o que ela disse: "Deus me deu motivo de riso. E todo aquele que ouvir isso, vai rir comigo!" Gn 21. 6  E não é que realmente estava rindo?!

E fui prosseguindo ansioso e anelando por mais leitura. Até que chegou o momento que Deus pediu Isaque como sacrifício vivo, uma vez que Abraão havia deixado de levantar altares para o Senhor. O último a ser levantado foi até Isaque nascer. Quando Deus leva Abraão com Isaque e dois dos seus homens ao Monte Moriá, meu coração acelerou porque sabia que algo ia acontecer. Não tive como conter minhas lágrimas, quando Isaque rompe o silencio, olha pra seu pai e diz: " _ Meu pai!
Abraão respondeu: _ Eis-me-aqui, meu filho!
Isaque perguntou: _ Eis aqui o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto?
Abraão respondeu:  _ Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho!"
 Gn 22:7 e 8
Como meu coração chorou. Aí não tive como me conter e as lágrimas escorreram dos meus olhos. Por alguns instantes, meu coração acelerou pensando na dor de Abraão de ter que abrir mão do seu amado filho por amor a Deus. Que difícil, viu?
Sentir, meu amigo Espírito Santo me perguntando: "Você seria obediente assim? O que tens feito diante de tudo que Deus tem te dado?"... Como foi confrontador.

Mas vamos continuar a leitura do texto, até que Abraão ordena aos homens para parar porque dali em diante, seguiria só ele e Isaque. Chegaram, montaram o altar e Isaque foi amarrado e deitado em cima da lenha e quando Abraão pegou a faca para sacrificá-lo, "O anjo do Senhor o chamou:
_ Abraão! Abraão!
Ele respondeu: _ Eis-me-aqui!
Então lhe disse: _ Não estenda a mão sobre o menino e não faça nada a ele, pois agora sei que você teme a Deus, porque não me negou o seu filho, o seu único filho!" Gn 22.11 e 12
E ao erguer os olhos, ele viu o cordeiro imolado para o sacrifício, então ele deu o nome daquele monte Moriá, no monte do Senhor se proverá! E ali, Deus confirmou a sua sentença de que toda a sua descendência seria mais abençoada do que nunca. Tudo lhe seria multiplicado.

Como, fui ministrado diante de tudo que li. Aproveitei bastante o meu momento com o meu amigo e li até o capítulo 31 de Gênesis e a quanto mais lia, mais ia sendo ministrado.
Após, a leitura, orei mais uma vez agradecendo ao Espírito Santo por ser minha companhia, por não desistir de mim mesmo quando já não tenho mais forças. Mesmo quando literalmente estou paralisado. Como é bom estar na sua presença. Como quero ser usado por ti, mesmo sendo tão falho e pecador.

Muito obrigado, meu amigo Espírito Santo!
Por: JNOtílio

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Lançamento do meu I Livro "Doce aroma de Poesia!"

Convite Especial...  Lançamento do Meu I Livro de Poemas e Poesias... "Doce a...