domingo, 10 de março de 2013

Como dói!

E como dói te ver 
E não poder cumprimentar você
Fingir que não existe quando na verdade 
Está aqui dentro de mim!
Como dói te amar tanto 
E ainda te amando ter que negar 
Fingindo que está tudo bem quando está tudo de mal a pior.
JNOtílio

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Lançamento do meu I Livro "Doce aroma de Poesia!"

Convite Especial...  Lançamento do Meu I Livro de Poemas e Poesias... "Doce a...