domingo, 3 de junho de 2012

Doeu...


Doeu quando te procurei em minha vida e vi que não estavas mais comigo.
Doeu quando relembrei dos velhos momentos e vi que agora estava só.
Doeu quando precisei sorrir e faltou-me motivos, faltou você.
Doeu quando precisei compartilhar uma lágrima e não encontrei teu ombro para que eu me apoiasse...
Doeu mais ainda quando precisei do teu abraço e do teu amor
E me deparei com o frio da solidão invadindo meu coração  e como criança que chora a procura do seu adorado brinquedo, foi eu assim sem você...
Sem teu amor
Sem teu riso
Sem teu calor.
E hoje, doe muito mais porque sabendo de tudo isso
Ainda ouso te amar
Te querer
Te desejar...
Ouso ver que meu coração ainda pertence a ti,
Meus olhos te veem a todo instante, a todo momento,
Meus braços procura teu afago e todas as noites em sonhos
Te chamo cada vez mais pra mim...!
Ainda hoje, deparo com o vazio
Vazio da solidão...!
Doe... Porque diante de tudo isso estou em silêncio
Parado no tempo,
Tudo isso porque ainda te amo!

Um comentário:

Isabela Cruz. disse...

lindo mesm...a cada poema seu escrito me sinto feliz em ler.e me sinto cada vez mais confiante...
as vezes tentando interpretar suas locuras...porem fico feliz em aprender com elas.

Voce,sempre como é!

Postagem em destaque

Lançamento do meu I Livro "Doce aroma de Poesia!"

Convite Especial...  Lançamento do Meu I Livro de Poemas e Poesias... "Doce a...