sábado, 22 de outubro de 2011

Dor...


Ainda que se grite
Que se lastime
Que se desespere
Ou faça careta...
Mesmo assim,
Não há palavras que exprima
A dor de um coração ferido,
Magoado!
Um coração que amou com toda intensidade
E mesmo assim
Foi incompreendido
Injustiçado!
Por mais que eu tente explicar,
Ainda assim
É inexplicável a dor da saudade que sinto de ti
Porque por onde você for
Sempre te levarei comigo.
Te confesso
Que canso de dizer a mim mesmo
Que bom seria se não pensasse em ti
Como eu penso,
Que não mais esperasse por ti
Como ainda espero
E nem tão pouco te amasse como ainda te amo!
O que mais me machuca
É que percebo que tentando te esquecer
Não paro de pensar em ti
Não paro de esperar por ti um só momento
Não paro de te amar
Nem por um segundo,
E assim
Todo o meu esforço
Toda a minha luta
Só confirma que estou pra sempre
Preso a ti
Porque fujo de todos
Menos dos meus sentimentos
Que me domina
E me prende a você!

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Lançamento do meu I Livro "Doce aroma de Poesia!"

Convite Especial...  Lançamento do Meu I Livro de Poemas e Poesias... "Doce a...