sábado, 3 de setembro de 2011

Primeira Redação Comentada!












Vou postar a primeira Redação comentada...
Levando em conta que ela foi divida na sua composição como um todo. Apenas para que vocês compreendam as partes da mesmo. Seja introdução, desenvolvimento e conclusão e no final a ideia central comentada... Mãos a obra e boa leitura!

Redação comentada:

Sonhando a transformação social

Introdução: O mundo contemporâneo é marcado pela fria realidade das notícias. Nesta época de grandes avanços tecnológicos, a informação invade todos os espaços, comunicando à sociedade o resultado dos erros estruturais que ela comete. Proliferam as notícias sobre conflitos armados, violência e miséria humana. Em meio ao caos, teremos, ainda, o direito de sonhar?

Desenvolvimento I: Sistematicamente, a delimitação das áreas de influência no mundo gera conflitos armados. A luta pelo poder político e econômico traz a morte de civis e a destruição das cidades. É preciso, entretanto, divisar entre guerras a ação pacífica de líderes e organizações que buscam o equilíbrio e o consenso e, por meio deles, sonhar com a paz incondicional e definitiva entre os povos.

Desenvolvimento II: Nosso cotidiano é permeado pela violência urbana que a tudo atinge. A marginalidade em que vivem aqueles que desrespeitam as regras instituídas pelo convívio social estimula o individualismo e o isolamento social. Não obstante, é preciso vislumbrar a possibilidade do convívio fraterno e sonhar com cidades seguras, em que os homens não representem qualquer perigo uns aos outros.

Desenvolvimento III: A fome, a pobreza absoluta, o desamparo a falta de oportunidades caracterizam a miséria humana com a qual nos deparamos a cada instante. Não raras vezes pensamos não haver solução para ela. É necessário, contudo, voltar aos valores de igualdade que dignifica o homem.

Conclusão: Sonhar com um mundo melhor e mais justo é o primeiro passo para a transformação da realidade que hora condenamos. Dos idealistas depende o início do processo que reverterá o indesejável; conflitos armados, a violência e a miséria humana. Do sonho transformador renascerá uma nova sociedade, moldada pelos ideais dos que a ousaram sonhar. Sonhar não é apenas um direito: é, pois, obrigações dos que querem mudar. Redação retirada do livro: Desmistificando a redação/ Manual Programa Universidade Para Todos/Gov. do Estado da BA.

Análise do texto...

Na Introdução deste texto, o autor mostra a opção em tratar do tema sonho, apontando, na realidade do mundo contemporâneo, fatores que levam o homem a questionar seu direito de sonhar. “Em meio ao caos, teremos, ainda, o direito de sonhar?”

Para iniciar o primeiro desenvolvimento, é utilizado o adjunto adverbial “Sistematicamente”, que serve como um elemento de coesão entre a introdução e os desenvolvimentos. O autor detém, contudo, em seus argumentos, a função de demonstrar a realidade com os conflitos mundiais, a violência urbana, a fome, a pobreza, a falta de oportunidades, confrontando-os com a necessidade de sonhar.

Obs.: É exatamente no desenvolvimento que o aluno tem a oportunidade de colocar um conteúdo razoável, lógico. O que é necessário evitar: Pormenores, repetições, exemplos excessivos de modo a não sobrar espaço para a conclusão.

Já na conclusão o autor retorna ao questionamento apresentado no parágrafo introdutório, ressaltando o direito e a necessidade de sonhar para poder transformar a realidade.

· Resumo dos aspectos abordados no desenvolvimento, apresentando perspectivas ou reforçando a tese.

Esta é a forma mais comum de concluir o texto. Obs.: Assim como a introdução, o fim deverá ocupar uma pequena parte do texto. Se a redação está planejada para 30 linhas, a parte da conclusão deverá conter aproximadamente quatro a seis linhas. Na conclusão, nossas ideias propõem uma solução. O ponto de vista do escritor, apesar de ter aparecido nas outras partes, adquire maior destaque na conclusão. Se alguém introduz um assunto, desenvolve-o brilhantemente, mas não coloca uma conclusão: o leitor sentir-se-á perdido. Desafios a evitar: I. Não finalizar é o principal defeito. II. Avisar que vai concluir, utilizando expressões como “Em resumo” ou “Concluindo”.

Obs.: Por incrível que pareça, grande parte dos alunos ainda acreditam que ser gramaticalmente correto é suficiente para a escrita de bons textos. Eles ainda tendem a ser meros repetidores de conceitos propagados pela mídia, não se preocupando em colocar-se ou posicionar-se criticamente frente a uma dada questão. O primeiro passo para vencer esse desafio é ter o hábito de pensar. Pensar a capacidade de formar e expor ideias sobre algo em pauta com eficácia e objetividade, sabendo ou conhecendo as implicações, benéficas ou prejudiciais, suscitadas pela questão. É preciso ter conhecimento e conhecer as coisas; requer leitura sobre as mesmas. Através da leitura, podemos saber o que os outros pensam sobre o assunto e tudo o que há disponível de discussão sobre o mesmo. Todo conhecimento é resultado de uma série de leituras. Resumo sobre o que é redação: JNOtílio, agosto de 2011

Agora é a sua vez... Que tal redigir sua redação e postar aqui no meu blog também e aí posso até ajudá-los fazendo algumas observações.
Até a próxima... Abraço...!

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Lançamento do meu I Livro "Doce aroma de Poesia!"

Convite Especial...  Lançamento do Meu I Livro de Poemas e Poesias... "Doce a...