quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Saudades...







Só agora realmente eu entendi o que aconteceu

Quando seu ciclo de vida foi encerrado.

Eu andei... Andei tanto

E pensei que tudo se encerraria naqueles passo

Pensei que daquela forma não pensaria em ti.

Como estava enganado...

Quando voltei pra casa,

Foi que veio mais forte do que nunca, a intensa saudade

E aí percebi a real importância que tens em nossas vidas...

Quanta falta você nos faz!

Ai que saudades

Dor ingrata que martiriza a alma e nada mais...!

Agora em silêncio trago à memória

Coisas que pensei não mais pensar

Que jurei que já tinha me esquecido para sempre...

Mas que grande ilusão e ignorância da minha parte pensar assim!

Ah... Senhor como eu queria voltar no tempo

E voltar a velha infância e ver tudo tão natural

Tão normal como era antes...

Olhar com simplicidade

Vivendo as verdades que alegram o coração de Deus

Tornando-me assim, alguém feliz em meio as coisas mais simples.

Ah... Senhor...

Como gostaria de voltar à infância

E viver a inocência que só existe nas crianças que amam sem medidas

Dando valor a vida e teu grande amor por nós!

Um comentário:

Agape disse...

saudades que doi...que nos faz feliz!!!
saudades que nos faz perceber quão bela é a vida...e o quanto as pessosas são especiais ...principalmente você anjinho querido que Deus mi agraçiou ao te conhecer...que Deus ontinue te abençoando grandemente... adoro vocÊ grande beijo!!!

Postagem em destaque

Lançamento do meu I Livro "Doce aroma de Poesia!"

Convite Especial...  Lançamento do Meu I Livro de Poemas e Poesias... "Doce a...