terça-feira, 6 de setembro de 2011

07 de Setembro








O ano é 1822... O dia é 07 e o mês é setembro...

Sim, este foi o dia escolhido para que nosso país adquirisse a sua tão sonhada “Liberdade”!

Deixar de ser Colônia e se tornar um país livre já que era tudo que buscávamos.

E conseguimos... Ufa! Merecemos né?

Quantas dores... Quantas lutas... Quantas mortes, massacres!

Índios dizimados... Negros escravizados para construir nosso país

Para encher os cofres públicos para que muitos gastassem em caprichos como as damas da época

Para que continuássemos ainda escravizados de uma forma ou de outra!

Sim... O ano é 2011... O dia é hoje e o momento é agora.

Momento de refletirmos sobre o que seria esta “Independência?”

Sim... Nos tornamos “Independentes” mais ainda assim não aprendemos a conviver com esta poderosa arma onde se criou o paradigma de que tudo nos é permitido... Que tudo é liberdade!

E no fundo no fundo somos “Independentes”...

Mas me respondam por gentileza: O que é ser “Independentes” se nossa sociedade está cada vez mais se afundando nas drogas e se tornando “Dependentes” a ponto de perder o real sentido da vida, estão perdendo a sua essência... O real sentido de liberdade!?

Somos “Independentes”?... Então tá explicado porque ainda não se investem tanto em centros de ressocialização para que o nosso próximo volte a entender o real sentido de liberdade...

Porque queremos tanto ser “Independente” se depender de Cristo é a melhor coisa que há

Que nos faz suportar as adversidades da vida

Que nos faz olhar para o outro e ver que o amor de Deus habitar em nós?

Porque não nos lançamos aos pés de Cristo e juntos levamos as pessoas a se tornarem “Independentes” do mundo e “Dependentes” de Cristo?

Sim... Aí valeria o nosso slogan... “Independentes”... “Separados do mundo”... E Dependentes do amor de Deus... Do amor transformador... Que liberta o homem do cárcere da escravidão e os tira para a liberdade... Das trevas para a verdadeira luz!

Sim queridos (as)... Talvez eu esteja me excedendo nos meus argumentos, para muitos pode ser besteira, mas para mim é muito importante parar e refletir sobre essa “Independência”... Não no sentido de que tudo nos é permitido, mas levando em conta o que os nossos mártires sofreram para que obtivéssemos essa grande vitória! Para que hoje pudéssemos lucrar mediante aquilo que investimos sem entregarmos tudo para outros países como era quando éramos “Colônia”, onde vivíamos de esmolas.

Entender que melhor que o lucro é a vida... É o outro.

E o que eu tenho feito com o outro? Tenho amado? Tenho ajudado? Tenho me doado para que juntos possamos fazer do nosso espaço, uma morada temporária e feliz já que a nossa morada eterna é o céu?

Mas, diante dos fatos ainda fico com a grande frase de Martin Luther King:

“Nós aprendemos a nadar como peixes,

A voar como pássaros... Mas ainda não aprendemos a difícil arte de se conviver como irmãos!”

Então... Viva a “Independência... Viva a Liberdade!”

“Viva Cristo em nossos corações!”

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Lançamento do meu I Livro "Doce aroma de Poesia!"

Convite Especial...  Lançamento do Meu I Livro de Poemas e Poesias... "Doce a...