sexta-feira, 8 de abril de 2011



07 de abril de 2011

Quando o homem deixa de amar a Deus e se entrega ao ódio, vingança e rancor certamente dão o primeiro grande passo para o precipício.

Ontem meu coração como o de milhares de brasileiros se chocou com a terrível atrocidade que aconteceu na Escola no bairro do Realengo

Confesso aos amados leitores que quando vi aquelas imagens sendo passadas e repassadas nos noticiários, meu coração se contorceu juntamente com os dos familiares vítimas daquele atentado.

A mãe de Jade, Lúcia Ramos, narrou o terror que viveu momentos antes de reencontrar a filha:

- A gente só sabia que ela estava lá dentro. Não sabia se estava viva ou morta. Quando eu vi as crianças saindo ensanguentadas, entrei na sala dela e não a encontrei, pensei que ela estava morta também - desabafou Lúcia.

O alívio veio logo depois, quando um irmão mais velho achou Jade no meio do tumulto.

- Quando vi meu filho de 17 anos trazendo a Jade no colo, a vontade era de abraçar, abraçar e abraçar - conta a mãe emocionada.

O cinegrafista amador que fez as primeiras imagens da escola no momento do crime também descreveu no programa o choque que viveu:

- Tentei trabalhar, mas não consegui. Ficava só pensando no que tinha acontecido. Na hora em que eu entrei na escola gravando o vídeo, encontrei a Mariana saindo. Depois, soube que ela morreu. Conheço o pai dela e tento imaginar como está a família. Duas gêmeas que foram baleadas eram filhas de uma conhecida nossa. Nem tive a oportunidade de visitar a família e saber como eles estão - disse Maurício.

A jovem Jade, aproveitou a oportunidade para agradecer novamente aos policiais que impediram que Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, fizesse mais disparos.

- Agradeço a Deus e ao policial que nos salvou. Se não fosse ele, eu estaria morta, porque o assassino já estava indo para o terceiro andar, onde eu estava escondida.

Confesso também que enquanto via as imagens, meus pensamentos vagavam sobre diversas coisas e até me peguei questionando a Deus, o porque de permitir que tais atos acontecesse com o ser humano, e o pior, com crianças inocentes.

Indaguei entre lágrimas, pois, doe demais ver tais coisas acontecendo tão somente porque o homem deixou de amar a Deus e fazer a tua vontade.

Meu Deus quanto barbaridade, meu coração está perplexo, minha mente ainda não consegue processar corretamente este acontecimento.

Fico pensando quantas vidas interrompidas e sonhos intercalados ficaram-se perdidos no tempo. Quantas lágrimas foram derramadas ali juntamente com o sangue inocente de crianças vítimas da falta de amor próprio de um psicopata, que teve tudo para ter um final diferente, mas ainda assim, preferiu seguir o pior caminho e destruindo sonhos e projetos de vidas que nunca mais serão as mesmas, pois experimentaram a dor da perda e da violência chegando e invadindo suas vidas.

Quando vemos os relatos das crianças que foram vítimas e que participaram desse momento é impossível não se emocionar ainda mais. Vamos rever alguns deles:

Meu coração se emocionou quando ouvi tais relatos tanto das crianças, dos pais e de todos que ali de uma forma ou de outra sentiram a dor de cada uma das vítimas.

Quanta crueldade meu Deus, até quando isso continuará acontecendo? Dai-nos o bálsamo que tanto carecemos Senhor porque ta difícil suportar tamanhas barbaridades.

Que coração perverso a ponto de interromper os sonhos de crianças que já traziam consigo apenas a vontade de vencer, de lutar e de ser feliz!

Quando vejo nos noticiários suas fotos não posso deixar de ficar tocado, comovido com o final trágico que lhes fora dado.

Como pode alguém matar seja lá por qual motivo, aliás, por covardia ou por indeliquência!

Como pode alguém acabar com a vida de uma criança, de um ser que já trás consigo a inocência!?

Logo eu me reporto que estamos numa era

Onde prevalece a inversão de valores.

Era em que a mentira sobrepõe a verdade e nunca sabemos em quem confiar!

O ódio construiu castelos, muros de pedras nos corações

E o amor parece não mais existir porque o ódio já corrompeu até a alma

E a humanidade tornou-se indelinquente!

Era em que corrompidos pelo ódio muitos acabam cometendo tais atrocidades

Dentre elas, a morte!

Quem ousou interromper o ciclo da vida de anjos sonhadores

Que apenas tinha o direito de viver

Direito este que lhe foi negado por covardia...!

Por um momento eu me ponho a imaginar aquela cena

Cena de tristeza e então só nos resta à lacuna

Um espaço que jamais será preenchido porque estas crianças e adolescentes já não estarão mais aqui...

Para os pais, restaram apenas os doces momentos em que puderam desfrutar da companhia de cada uma delas.

“Pai... Em meio ao vai e vem da vida, conforte o coração de cada uma dos familiares dessas vítimas em nome de Jesus!


4 comentários:

♥♥ஐEli§@n§elaﻬ♥ disse...

foi um choque muito grande para tds nós..........mas o senhor nos sustem.abraçosss

Juliana Coelho de Holanda disse...

A paz amado. Parabéns pela postagem e pelo o blog. Que o Senhor possa derramar sobre você e sua caminhada "bençãos que nem sei contar" como diz a música. Como mudei de blog, pois antes eu estava com o blog Ministério Jovens em Cristo, então venho aqui te fazer um convite a nos seguir nesse novo endereço: http://blogdajuholanda.blogspot.com/.Já estou te seguindo. Fica na paz do Senhor. Ju.

Café com Leite disse...

http://tzaotodoseu.blogspot.com/

J.F.AGUIAR disse...

Joselito meu irmão e amigo tenho
lindo seus textos, que fala sobre
o ódio a violência, este praticado
em uma escola aqui perto de minha
casa RJ, precisamos de paz,precisamos de amor, precisamos
mudar nosso interior, precisamos
do amor de Cristo em nosso dia a dia... continue com sua preocupação
secular e com a espiritual, Deus é
contigo!

Postagem em destaque

Lançamento do meu I Livro "Doce aroma de Poesia!"

Convite Especial...  Lançamento do Meu I Livro de Poemas e Poesias... "Doce a...