terça-feira, 8 de junho de 2010

Repensando nossas atitudes... Por Joselito N. Otílio




Oi amigos... Paz irmãos...!

É com muitas desculpas que começo hoje me dirigindo para vocês porque nos últimos dias não fiz postagens novas. Não foi por falta de inspiração e muito menos de interesse... Foi simplesmente porque estava participando do encontro da nossa Associação Grapiunense, onde algumas igrejas batistas, inclusive a minha faz parte e era uma das receptoras do evento... Então, desculpe-me!

O encontro se deu na Primeira Igreja Batista em Pau Brasil_BA. Recebemos irmãos de cidades vizinhas como Ilhéus, Itabuna, Uma, Buerarema, Arataca, Maraú, Itaju do Colônia, dentre outras cidades do interior da Bahia!... Os temas abordados na verdade nos levaram a pensar que tipos de crentes temos sido? Até onde estamos influenciando o outro? O que devemos melhorar na nossa adoração uma vez que o Pai espera e procura àqueles que o adore em Espírito e em Verdade!? Porque vemos campanhas para tudo em nossas igrejas menos campanhas para “morrer para si mesmo e viver para Cristo?” Campanhas para abrir mão velho EU e renunciar ao pecado?... Já pensou nisso?

Sim... Vivemos dias difíceis onde nos acomodamos com nossas bíblias debaixo do braço, sentamos em nossos bancos e fingimos ser crentes enquanto almas perecem ao nosso lado e nada fazemos.

Sabemos falar de tudo: Novelas, vidas alheias, filmes, fofocas e a copa do mundo agora ou até mesmo nossos times favoritos, menos do amor de Cristo que convence o homem dos seus atos pecaminosos e os trazem das trevas para a verdadeira luz.

Amor que transcende todos os tempos, que exige renúncia dos seus seguidores, que exige frutos e influência positiva entre os ímpios!

Quantos de nós não abrimos mão do velho EU, do EU que tem me deixado infrutífero, sem brilho celeste!

Até quando iremos contar a misericórdia de Deus uma vez que nossas atitudes nos distancia de seu amor? Até quando faremos discursos vazios para os que estão do nosso lado, discurso do tipo “que Deus transforma o homem e que devemos segui-lo em todo o tempo?”

Sim... Sabemos que Deus transforma, mas porque não somos transformados e ainda vivemos nas velhas práticas do pecado, pecado que abomina o amor de Deus?

Porque pregamos o amor de Deus se onde estamos muitas das vezes nem se quer falamos com o irmão? Muitas das vezes até o ignoramos!

Me diz que amor é esse? Que sentimento é esse que tem predominado entre nós?... Ódio, inveja, rancor, hipocrisia... São estas as características do velho homem ou do homem espiritual? Pensemos no que Cristo nos diz quando nos manda fazer escolha... “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me!” Mt.16.24

É preciso que haja atitude, que haja escolha: De que lado você quer ficar? Se você é do Espírito que deixe o Espírito Santo te guiar, se és da carne, sinto muito, mas viva segundo a sua vontade, só não dá mais pra continuar assim, porque o cristianismo não é morte e sim vida, vida em abundância com Cristo! “Mas os santos do Altíssimo receberão o reino e o possuirão para sempre; sim, para todo o sempre.” Daniel 7.18

Queridos... Deus procura e espera dos seus seguidores e adoradores que o adore em Espírito e em Verdade, que as pessoas vejam em nós a luz resplandecente de Cristo... Que o amor em evidência seja transmitido ao próximo de forma íntegra e assim outros serão contagiados pelo doce amor de Cristo, e só assim muitos se renderão aos seus pés e terão sonhos e projetos de vidas restaurados porque o Senhor nos faz mais que vitoriosos pois, Ele nos amou primeiro... “Eu te louvo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos e as revelastes aos pequeninos. Sim, Pai, pois assim foi do teu agrado.” Felizes são os olhos que veem o que vocês estão vendo. Pois eu lhes digo que muitos profetas e reis desejarão ver o que vocês estão vendo, mas não viram; e ouvir o que vocês estão ouvindo, mas não ouviram.” Lc. 10.21, 23 e 24

Pensemos nisso!

OS.: Nossa morada não é na terra e sim nos céus, portanto abramos mão dos nossos confortos e anseios materiais e lutemos por nossa morada eterna porque vivemos e lutamos todos os dias por isso...!

No amor do Mestre despeço-me esperando que assim como o Senhor falou comigo que ele possa falar contigo também! Fiquem na doce paz do Senhor!


Um comentário:

J.F.AGUIAR disse...

Joselito, meu irmão passei por aqui
eu li seu recado, estou atento.
É preciso ter comunhão com os outros irmãos, A Paz de Cristo.

Postagem em destaque

Lançamento do meu I Livro "Doce aroma de Poesia!"

Convite Especial...  Lançamento do Meu I Livro de Poemas e Poesias... "Doce a...