sexta-feira, 22 de janeiro de 2010









Noite solitária

Já é noite...
E mais uma vez estou só,
Sozinho... Solitário!
Já é noite...
E neste instante sinto tua chama viva
Acendendo em meu peito!
Sinto tuas mãos entre as minhas
Apertando segundo após segundo!
Vejo tua face ruborizada junto com a minha
E um desejo ardente de me entrelaçar em tua boca,
Ver teus lábios entre os meus
E juntos realizar nosso desejo!
Vejo teus olhos e me perco
Me encanto diante do que vejo!
Já é noite...
Fecho meus olhos
E me perco oura vez
Porque os vejo ardendo em chamas
Com um brilho incandescente que paralisa minha mente
E só consigo vê-la envolvida em meus braços
Entrelaçado em teus lábios
E pronto a realizar-me...
Te realizar completamente!
Já é noite...
Noite fria
Solitária
Sonolenta...
Olho ao meu lado e me vejo jogado ao chão
Em um triste colchão
Sem tua doce presença!
Já é noite...
Percorro minhas mãos entre os lençóis,
Te procuro ao meu lado
Cheiro o travesseiro
E me deparo com a noite fria e sonolenta
Exaustiva sem tua presença!

Em: 25.04.06
Às 19h e 11 min.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Lançamento do meu I Livro "Doce aroma de Poesia!"

Convite Especial...  Lançamento do Meu I Livro de Poemas e Poesias... "Doce a...